Parte do coletivo Soylocoporti

Olhares de (apenas) uma latino-americana

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Estratégias para Produção Simbólica e Diversidade Cultural

, ,

Deliberações do Grupo de Discussão do Eixo I – Produção Simbólica e Diversidade Cultural da II Conferência Municipal de Cultura de Curitiba.

ESTRATÉGIAS DE ÂMBITO NACIONAL

1 – Estabelecer políticas federais de cultura que criem ferramentas para a participação da sociedade por meio de conferências realizadas com as comunidades, nas quais serão eleitos os conselhos específicos formados por representantes das diversas áreas culturais, para garantir espaço para as especificidades artísticas e regionais nas etapas de concepção, desenvolvimento e aplicação de políticas de cultura, para que a diversidade de linguagens artísticas e atividades culturais sejam fomentadas e contempladas com editais públicos e destinação de dotação orçamentária.

2 – Estabelecer políticas federais de cultura que desenvolvam programas de formação para comunicação, permitindo que todo cidadão se aproprie de sua condição de agente político e cultural, tendo em vista que é através dos meios de comunicação que se difundem as concepções e manifestações culturais, viabilizando a capacitação da população para atuação em rádios e TVs públicas e comunitárias e demais meios, contribuindo para a democratização dos meios de comunicação por meio da livre expressão da diversidade cultural.

ESTRATÉGIAS DE ÂMBITO ESTADUAL

1 – Que as políticas estaduais de cultura criem ferramentas para a participação da sociedade por meio de conferências comunitárias nas quais serão eleitos os conselhos específicos formados por representantes das diversas áreas culturais para garantir as especificidades artísticas, regionais e geográficas nas etapas de concepção, desenvolvimento e aplicação de políticas de cultura, para que a diversidade de linguagens artísticas e atividades culturais sejam fomentadas e contempladas com editais públicos e destinação de dotação orçamentária.

2 – Estabelecer políticas estaduais de cultura que ampliem a articulação com as políticas estaduais de educação, oferecendo editais integrados para entidades culturais que trabalhem com a temática da arte e educação e/ou desenvolvam programas de formação para comunicação, permitindo que todo cidadão se aproprie de sua condição de agente político e cultural, garantindo a afirmação e divulgação da diversidade cultural da comunidade.

ESTRATÉGIAS DE ÂMBITO MUNICIPAL A SEREM ENCAMINHADAS AO MINISTÉRIO DA CULTURA

1 – Que haja ampliação das políticas públicas municipais através da descentralização da cultura do eixo central, geográfico e financeiro da cidade por meio de ações permanentes, criando centros de cultura nos bairros, abertos à comunidade, que tenham a função de identificar, mapear, pesquisar e incentivar a formação político-cultural dos cidadãos, assim como a capacitação para elaboração de projetos subsidiados pelas Leis de Incentivo à cultura, ampliando as ações de afirmação voltadas à diversidade cultural e valorizando a cultura popular e os setores periféricos historicamente excluídos.

2 – Que as políticas municipais de cultura reconheçam a comunicação como essencial para a difusão da produção simbólica e reconhecimento da diversidade cultural, expandindo seus veículos de comunicação (a exemplo de seu guia cultural, site na internet, murais nos mobiliários urbanos, como também futuros veículos que possam vir a ser criados), utilizando os princípios do softwares livres, Creative Commons e copyleft, garantindo a divulgação da produção cultural da comunidade.

ESTRATÉGIAS DE ÂMBITO MUNICIPAL A SEREM ENCAMINHADAS À FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA

1 – Estabelecer políticas federais de cultura que criem ferramentas para a participação da sociedade por meio de conferências realizadas com as comunidades, nas quais serão eleitos os conselhos específicos formados por representantes das diversas áreas culturais, para garantir espaço para as especificidades artísticas e regionais nas etapas de concepção, desenvolvimento e aplicação de políticas de cultura, para que a diversidade de linguagens artísticas e atividades culturais sejam fomentadas e contempladas com editais públicos e destinação de dotação orçamentária.

2 – Estabelecer políticas municipais de cultura que ampliem a articulação com as políticas estaduais de educação, oferecendo editais integrados para entidades culturais que trabalhem com a temática da arte e educação e/ou desenvolvam programas de formação para comunicação, permitindo que todo cidadão se aproprie de sua condição de agente político e cultural, garantindo a afirmação e divulgação da diversidade cultural da comunidade.

3 – Estabelecer políticas municipais de cultura que desenvolvam programas de formação para comunicação, permitindo que todo cidadão se aproprie de sua condição de agente político e cultural, tendo em vista que é através dos meios de comunicação que se difundem as concepções e manifestações culturais, viabilizando a capacitação da população para atuação em rádios e TVs públicas e comunitárias e demais meios, contribuindo para a democratização dos meios de comunicação por meio da livre expressão da diversidade cultural.

Saiba mais sobre a II Conferência Municipal de Cultura aqui.

share save 171 16 Estratégias para Produção Simbólica e Diversidade Cultural
Um comentário em “Estratégias para Produção Simbólica e Diversidade Cultural”
  1. Salve Michele!
    Quero poder participar da Conferência de Cultura no sábado agora e gostaria de mais informações… Enfim, nem sei onde será realizada, e não gostaria de chegar sem nada para agregar ao debate como fiz na conferência de comunicação.

    Produção simbólica e diversidade cultural é bem o que pretendo discutir.

    Pela Valorização da Cultura que é Alma do Povo!

    Pietro

Deixe um comentário





Blog integrante da rede Soylocoporti