Parte do coletivo Soylocoporti

Olhares de (apenas) uma latino-americana

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

A vagabundagem em extinção

o cego tocador de sanfona. brueghel A vagabundagem em extinção
“O cego tocador de sanfona”, Brueghel

O sonho original do vagabundo nunca foi definido melhor do que nesse adorável poeminha citado por Dwight Goddard em sua Bíblia budista:

Oh, por esse raro acontecimento
Eu alegremente daria dez mil peças de ouro!
Um chapéu na cabeça, uma trouxa às costas,
E minha companhia, a brisa refrescante e a lua cheia.

Na América houve sempre (…) uma idéia especial e definida da liberdade que significa andar a pé. (…) Acampar é considerado um esporte saudável para escoteiros, mas é crime para homens maduros que fizeram disso sua vocação. – A pobreza é tida como virtude entre os monges das nações civilizadas – na América você passa a noite no xadrez se for pego desprevenido, sem seus trocados para vagabundear (da última vez que ouvi falar nisso eram quinze centavos, parceiro – quanto é agora?).

No tempo de Brueghel, as crianças dançavam ao redor do vagabundo, ele vestia roupas imensas e rotas e olhava sempre em frente, indiferente às crianças, e as famílias não se importavam que as crianças brincassem com o vagabundo, era algo normal. – Mas hoje as mães abraçam os filhos com força quando um vagabundo cruza a cidade por causa daquilo em que os jornais o transformaram – o estuprador, o estrangulador, o comedor de criancinhas. – Fique longe de desconhecidos, eles lhe darão doces envenenados. Embora o vagabundo de Brueghel e o vagabundo de hoje sejam o mesmo, as crianças são diferentes. – Onde se meteu o vagabundo chaplinesco? O antigo vagabundo da Divina Comédia? O vagabundo é Virgílio, ele foi o precursor. – O vagabundo penetra no mundo infantil (como no famoso quadro de Brueghel onde um enorme vagabundo cruza solenemente pela vila de tina de lavar roupa e os cães latem e as crianças riem, St. Pied Piper), mas o mundo hoje é adulto, não é mais um mundo infantil. – O vagabundo hoje é forçado a agir furtivamente – todos ficam assistindo aos heróis policiais na TV.

Trecho do Viajante solitário, de Jack Kerouac

Tava lendo meu TCC esses dias, o livro-reportagem Viajeros. Ele contava com uma parte teórica, e esse trecho do Viajante Solitário constava nela. Vai ser incorporado à nova versão do livro. Será que um dia sai??

Próximo post

Post Anterior

share save 171 16 A vagabundagem em extinção
Um comentário em “A vagabundagem em extinção”
  1. [...] A vagabundagem em extinção [...]

Deixe um comentário





Blog integrante da rede Soylocoporti