Parte do coletivo Soylocoporti

Olhares de (apenas) uma latino-americana

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Amor-muda

Faz um ano que te amo
e tô quase morrendo de amor.
Vivendo de amor.
Um ano morrendo e vivendo de amor.

Quanta coisa mudou nesse um ano.
Quanta coisa em mim mudou.
Como mudou esse amor.
Como o amor nos muda.

O amor é uma muda que cresce
e faz nascê fulô.
Fulô no meu peito.
Com perfume de tu.

O amor mudou a cor dos meus olhos.
É luz que atravessa meu prisma-retina
e se transforma em todas as cores.
O amor me deu olhos de caleidoscópio.

É que a gente sabe que a gente precisa
mudar a gente pra mudar o mundo.

E que o mundo muda a gente.

Mudar o mundo com amor.
Sentir o amor do mundo. Da vida. Do cosmos.
O nosso amor.
(Essa muda que cresce e muda).

O amor que sinto pelo mundo
pelo céu
pelo rio
por você
é
um
só.

É que seu coração é tão bonito!
Eu quase consigo ver.

share save 171 16 Amor muda
Deixe um comentário





Blog integrante da rede Soylocoporti