Parte do coletivo Soylocoporti

Olhares de (apenas) uma latino-americana

Arquivo do assunto ‘jornalismo’

quinta-feira, 16 de julho de 2009

19º Festival de Antonina

, , , , ,

Apesar das dificuldades financeiras que quase o impossibilitaram, o 19º Festival de Inverno da UFPR cumpre seu papel de movimentar a cultura do estado. O evento iniciou no domingo, 12 de julho, e vai até o próximo sábado, dia 17. Diversas oficinas foram ofertadas, contemplando mais de 800 vagas. A cidade vira cenário para diversos espetáculos, oficiais ou espontâneos.

Uma das oficinas é o Jornal Caranguejo, que chega à sua 11ª edição com uma nova proposta: ao invés de contemplar somente estudantes de jornalismo, em 2009 a oficina abrange todos os interessados, estudantes da área ou não. Veja o editorial do jornal.

Mais informações sobre o Festival aqui.

cartaz festival de inverno 1 19º Festival de Antonina

share save 171 16 19º Festival de Antonina

Nenhum comentário »

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Jornalismo: entre egos e notícias

, , , ,

Editorial da quarta edição do Jornal Caranguejo, oficina do 19º Festival de Inverno, publicado no dia 15 de julho.

Assim como a arte, o jornalismo nunca agrada a todos. Discutir a realidade em suas diversas facetas da maneira mais direta possível é dever daqueles que trabalham na área. Porém, como o ofício envolve seres humanos e interfere em suas relações, a responsabilidade é grande. A ética está atrelada ao tempo nessa profissão – o respeito é indispensável e o prazo é inflexível.

Os jornalistas tornam os fatos públicos, problematizando-os. Devem satisfação ao interesse coletivo, muitas vezes indo contra os particulares. A mídia lida diariamente com egos, ambições, injustiças – e no meio deste visado campo, profissionais batalham pela notícia segura, equilibrando-se numa corda bamba de possibilidades.

A existência humana, apesar do desenvolvimento da ciência e seus desdobramentos tecnológicos, continua sendo um mistério – portanto, aberta a diferentes interpretações. A face tangível de objetos e situações sempre encontra-se misturada à sua carga subjetiva. Por isso, a apuração dos fatos envolve fatores que não podem ser medidos e catalogados.

Criou-se o mito da imparcialidade, elemento indispensável do slogan dos jornais diários. Mas como interpretar fatos, contar histórias, ignorando a mente e o punho que a escrevem? Na oficina do Jornal Caranguejo, os alunos se surpreendem com a dificuldade de produzir matérias, essa instigante arte de esquematizar ideias. Cada um tem uma forma diferente de narrativa, conhecimento acerca de distintos temas, experiências pessoais diversas.

O respeito às diferentes opiniões e a consciência da função social da profissão devem guiar os jornalistas para longe do individualismo. Contudo, o texto sempre carrega a marca de seu autor. É esse elemento que aproxima o jornalismo da arte da escrita, aumentando o fascínio daqueles que se envolvem com a sua produção.

share save 171 16 Jornalismo: entre egos e notícias

1 comentário »

sexta-feira, 27 de março de 2009

Os becos escuros do jornalismo paranaense

, , , , ,

Gladimir Nascimento, com mais de 20 anos de jornalismo nas costas, foi demitido em janeiro deste ano da Band News, rádio que ajudou a construir há três anos. A demissão deu-se por “pressão política”. A causa foi a seguinte notícia: o jornalista contou aos seus ouvintes que a Assembléia Legislativa do Paraná aprovou uma aposentadoria especial, direcionando 17 milhões do orçamento de 2009 para a aposentadoria de seus deputados. Eles contarão com 10,2 mil reais mensais para desfrutar a velhice.

O trâmite foi feito na surdina: em sessão realizada na calada da noite, durante a madrugada. “Elegemos os políticos para serem representantes do povo e eles nos surpreendem como ladrões de galinha”, denunciou Nascimento. Acontece que a administração desse fundo previdenciário caberá ao Paraná Banco, propriedade de Joel Malucelli. E adivinha quem é o dono da Band News? Ele próprio, Joel Malucelli. Mais uma vez a velha promiscuidade imprensa-política-capital exerce seu poder contra a liberdade de imprensa.

A assessoria da Assembléia Legislativa do Paraná diz desconhecer a demissão do jornalista. Afirma que os comentários que Nascimento fez foram fortes e informa ainda que “a demissão do referido jornalista é uma questão entre o profissional e a emissora para a qual ele trabalhava”.

Demissão em massa

Hoje, 27 de março, em debate no Departamento de Comunicação da Universidade Federal do Paraná, Gladimir contou que Joel Malucelli lhe disse cara-a-cara o motivo de sua demissão. “Os comentários que eu fiz são fortes. Se as pessoas não gostam, que me demitam”, resigna-se Nascimento. “Este episódio foi um exercício de liberdade, saber até onde poderia ir, e Joel (Malucelli) foi transparente”. Segundo o radialista, o mais grave foi a posterior demissão de sua equipe a mando do Secretário de Comunicação do Estado do Paraná, Benedito Pires Trindade.

 Os becos escuros do jornalismo paranaense
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
Gladimir no Decom.

O debate contou também com o jornalista Rodrigo Dheda, da Gazeta do Povo, e foi mediado pela estudante de jornalismo Thaise Mendonça. O foco foi a questão da liberdade do profissional de jornalismo.

Recomeço

Gladimir Nascimento e sua equipe – Denise Mello, Heliberton Cesca, Daiane Figueiró, Patrícia Thomaz, Tathiana Mesquita, Cida Bacaycoa, Aline Castro e Vinícius Sgarbevoltam – continuam atuando na imprensa, agora de forma independente na web rádio jornalismofm. O email para pautas e sugestões de entrevistas é redacao@jornalismofm.com.br.

*Algumas informações dessa matéria foram tiradas do sítio http://www.comunique-se.com.br

share save 171 16 Os becos escuros do jornalismo paranaense

3 comentários »

Blog integrante da rede Soylocoporti