Parte do coletivo Soylocoporti

Olhares de (apenas) uma latino-americana

sexta-feira, 27 de março de 2009

Os becos escuros do jornalismo paranaense

, , , , ,

Gladimir Nascimento, com mais de 20 anos de jornalismo nas costas, foi demitido em janeiro deste ano da Band News, rádio que ajudou a construir há três anos. A demissão deu-se por “pressão política”. A causa foi a seguinte notícia: o jornalista contou aos seus ouvintes que a Assembléia Legislativa do Paraná aprovou uma aposentadoria especial, direcionando 17 milhões do orçamento de 2009 para a aposentadoria de seus deputados. Eles contarão com 10,2 mil reais mensais para desfrutar a velhice.

O trâmite foi feito na surdina: em sessão realizada na calada da noite, durante a madrugada. “Elegemos os políticos para serem representantes do povo e eles nos surpreendem como ladrões de galinha”, denunciou Nascimento. Acontece que a administração desse fundo previdenciário caberá ao Paraná Banco, propriedade de Joel Malucelli. E adivinha quem é o dono da Band News? Ele próprio, Joel Malucelli. Mais uma vez a velha promiscuidade imprensa-política-capital exerce seu poder contra a liberdade de imprensa.

A assessoria da Assembléia Legislativa do Paraná diz desconhecer a demissão do jornalista. Afirma que os comentários que Nascimento fez foram fortes e informa ainda que “a demissão do referido jornalista é uma questão entre o profissional e a emissora para a qual ele trabalhava”.

Demissão em massa

Hoje, 27 de março, em debate no Departamento de Comunicação da Universidade Federal do Paraná, Gladimir contou que Joel Malucelli lhe disse cara-a-cara o motivo de sua demissão. “Os comentários que eu fiz são fortes. Se as pessoas não gostam, que me demitam”, resigna-se Nascimento. “Este episódio foi um exercício de liberdade, saber até onde poderia ir, e Joel (Malucelli) foi transparente”. Segundo o radialista, o mais grave foi a posterior demissão de sua equipe a mando do Secretário de Comunicação do Estado do Paraná, Benedito Pires Trindade.

 Os becos escuros do jornalismo paranaense
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
Gladimir no Decom.

O debate contou também com o jornalista Rodrigo Dheda, da Gazeta do Povo, e foi mediado pela estudante de jornalismo Thaise Mendonça. O foco foi a questão da liberdade do profissional de jornalismo.

Recomeço

Gladimir Nascimento e sua equipe – Denise Mello, Heliberton Cesca, Daiane Figueiró, Patrícia Thomaz, Tathiana Mesquita, Cida Bacaycoa, Aline Castro e Vinícius Sgarbevoltam – continuam atuando na imprensa, agora de forma independente na web rádio jornalismofm. O email para pautas e sugestões de entrevistas é redacao@jornalismofm.com.br.

*Algumas informações dessa matéria foram tiradas do sítio http://www.comunique-se.com.br

share save 171 16 Os becos escuros do jornalismo paranaense
3 comentários em “Os becos escuros do jornalismo paranaense”
  1. Com certeza esse é uma grande pessoa que honra a classe jornalistica do Paraná!

  2. mi, já mandei e-mail e scrap, mas, aproveito que dei um pulo aqui para te avisar de novo, tem uma vaga para você lá em Pontal!

    quanto ao texto, uma bela matéria triste

    por coincidência, fui ontem ao centro cultural da justiça federal e está rolando uma exposição de 100 anos da ABI, com foco justamente na luta pela liberdade de imprensa … tinha algumas charges fantásticas, como uma do encontro de gerações (“eu lutava para driblar a pressão da ditadura” e “eu lutro para driblar a pressão dos anunciante”) … trabalhos de henfil, ziraldo e outros do mesmo porte

    infelizmente, independente mesmo só a internet, porque ainda não encontraram meios efetivos de censurá-la

    =p

    beijos

    cuide-se

  3. Pois é Jose, mas tão tentando! Esse PL do Azeredo tá chegando pra isso… Mas vai ficar só na tentativa, espero.

    Beijo querido!

Deixe um comentário





Blog integrante da rede Soylocoporti