Parte do coletivo Soylocoporti

Olhares de (apenas) uma latino-americana

terça-feira, 2 de junho de 2009

Poemas descobertos – Apocalíptico*

,

*Estava procurando uns textos sobre o imaginário incaico. Não achei, mas encontrei esses poemas, pra minha surpresa (como Amelie Poulin, que encontra o esquecido e antigo tesouro de uma criança e possibilita o emocionante encontro de um homem com a sua infância). Não, esses poemas não são da minha infância – escrevi-os durante a faculdade, com aquele sentimento de que “alguma coisa está fora da ordem”… Aí vai o primeiro (não estão em ordem cronológica – em verdade, estão rabiscados em folhas soltas. Emocionante. Pedaçinhos de um eu que, em sua totalidade, já não existe mais).

Apocalíptico

Perdão,
eu não vou mais dançar essa dança,
esse ritmo é sério demais.

Perdão,
mas eu quero viver no meu ritmo,
porque escondido no meu íntimo
estou sofrendo demais.

Com meus sonhos inconcretos
fico preso entre os muros de concreto,
com minhas asas enroscadas no cimento
eu não consigo lutar.

Um dia a cidade há de cair
e os sonhos vão se libertar.

share save 171 16 Poemas descobertos   Apocalíptico*
3 comentários em “Poemas descobertos – Apocalíptico*”
  1. Oi Michele

    Vim te visitar.
    Bela poesia e belas escrituras.
    Grandes experiências, me dá inveja.
    Bom dia.
    Fred

  2. Legal Frederico, obrigada pela visita, espero que seja inveja boa =)

  3. adorei o poema!!!

Deixe um comentário





Blog integrante da rede Soylocoporti