Parte do coletivo Soylocoporti

Olhares de (apenas) uma latino-americana

domingo, 30 de agosto de 2009

Poemas descobertos – Prostituição moral

, ,

Esse é da época em que eu trabalhava num banco aí…
nos idos de 2004.

Prostituição moral
vendendo minha dignidade
pra sair desse lixo
a chegada à “liberdade”
se resume a isso.

Sonhos contados em moedas
enquanto estou nessa prisão sem celas
trabalho maquinal, lavagem cerebral,
luta cotidiana pra deixar tudo igual.

Pra fugir dessa vida
que planejaram pra mim
tenho que me prostituir,
engolir meu desprezo e sorrir.

Me esforço pra não esquecer quem eu sou
não posso deixar a mesquinhez me sugar
queria não estar onde estou
mas esse é o preço que tenho que pagar.

Medo e consumismo
combustível dessa máquina
que quer me esmagar
culpam o terrorismo
mas é a pressão desse sistema
que não deixa respirar.

Minha vida há de ser mais que uma tarja magnética.

share save 171 16 Poemas descobertos    Prostituição moral
4 comentários em “Poemas descobertos – Prostituição moral”
  1. muito legal os poemas
    eu copiei para a aula de portuges
    adorei bastantee
    mesmo
    de coraçao

  2. obrigada. ganhei meu dia =)

  3. obrigada eu estava precisando para a aula de português.

  4. muito da hora ees poema parabens

Deixe um comentário





Blog integrante da rede Soylocoporti